COMO É FEITO E EXTRAÍDO O ÓLEO CBD?

COMO É FEITO E EXTRAÍDO O ÓLEO CBD?

O cultivo da planta de cannabis foi legalizado em 2018 após um longo debate sobre seus potenciais benefícios e riscos para a saúde e o bem-estar. Desde então, a maioria das pessoas investe em produtos CBD. Atualmente, existem mais de 200 fabricantes de CBD nos EUA que oferecem diferentes tipos de produtos de CBD, como cápsulas, vapes, comestíveis, cápsulas, tópicos e produtos para animais de estimação. Os produtos são formulados em três tipos de CBD; isolado, de espectro completo e de amplo espectro. Alguns fabricantes oferecem sabores diferentes para ajudar os consumidores a evitar o sabor natural da planta de cânhamo. Várias empresas utilizam diferentes métodos de extração e fabricação para obter seus produtos. No artigo, focaremos nos produtos CBD desde o nível da semente até a embalagem.

Cultivo de cânhamo

Após a legalização do cultivo de cânhamo nos EUA, a maioria dos estados permite seu crescimento. Qualquer veterano da CBD interessado em obter produtos de cânhamo orgânico de qualidade presta atenção às práticas agrícolas adotadas pela empresa. O melhor cânhamo vem do Colorado, Oregon e Kentucky, nos EUA. A maioria das marcas tem suas fazendas e fábricas nessas regiões para monitorar a qualidade de seus produtos. As marcas de CBD com melhor desempenho no mercado contrataram uma equipe de especialistas agrícolas para supervisionar o cultivo desde o nível da semente até a colheita. Seu papel é garantir que as práticas de agricultura orgânica sejam mantidas. Eles garantem que não sejam usados ​​fertilizantes artificiais e pesticidas durante o cultivo, pois suas partículas podem invadir os produtos finais mesmo após a extração. Mais importante ainda, as empresas de CBD que produzem seu cânhamo avaliam a fertilidade do solo e seu histórico para garantir que ele esteja isento de compostos químicos.

Método de extração

Depois de colher a planta de cânhamo, a maioria das empresas a leva para a fábrica em 24 horas. As empresas com laboratórios centralizados avaliam a pureza de seu cânhamo antes da extração para garantir que não contenham fertilizantes artificiais e compostos de pesticidas que possam interferir na pureza de seus produtos. Embora existam vários métodos de extração, como destilação a vapor e solvente, a maioria das marcas prefere CO2. O uso de CO2 tornou-se uma maneira popular de separar o CBD de outros materiais vegetais devido à sua eficácia e confiabilidade. O método envolve várias câmaras de pressão que bombeiam e afunilam CO2, expondo baixas temperaturas e alta pressão, o que leva à extração de óleo com alto CBD. Na primeira câmara, o CO2 é bombeado para a segunda, que tem a planta de cânhamo exposta ao CO2 supercrítico. A exposição de alta pressão nas plantas de cânhamo leva à segregação do óleo de cânhamo. Depois disso, o óleo e o CO2 são canalizados simultaneamente para a terceira câmara. Durante o resfriamento, o gás evapora, deixando óleo CBD extratos fabricados em diversos produtos.

Destilação a vapor

A destilação a vapor é o segundo método mais eficaz de obter extratos de CBD. Consiste em um tanque de destilação com entrada e saída onde as plantas de cânhamo orgânico são forçadas. Também compreende um tanque de água separado conectado através da entrada localizada na parte inferior do tanque de destilação. A saída destina-se a recolher depósitos ligados a um tanque diferente. Depois de garantir que toda a conexão seja feita, a água é aquecida no primeiro tanque, fazendo com que o vapor suba até o tanque de destilação para separar o CBD contendo os vapores de óleo. O vapor é maisr coletado no terceiro tanque, onde é ainda destilado para separar a água do CBD usado para fabricar vários produtos de CBD. No entanto, o método é considerado ineficaz, pois requer mais plantas por extração e pode não ser eficaz para níveis de potência específicos.

Extração de solvente

Embora o método pareça de alguma forma confiável e relacionado à destilação a vapor, o solvente é usado no lugar da água. Ele também usa álcool, butano, propano ou vários compostos embebidos em solvente para remover os canabinóides. Depois disso, o processo de evaporação é aplicado para eliminar os solventes do óleo CBD concentrado. O método é considerado perigoso devido aos riscos inflamáveis. Além disso, nem todos os solventes existem nos produtos, apresentando riscos de intoxicação.

Dos três métodos, o método de extração de CO2 supercrítico é altamente preferido porque minimiza os riscos de contaminação dos produtos e do meio ambiente. Portanto, considere uma marca que use CO2 para sua segurança ao comprar produtos CBD.

Processo de Fabricação

O CBD é oferecido em vários produtos, como gomas, tinturas, cápsulas, vapes e tópicos. Na maioria dos casos, o óleo/tinturas de CBD são feitos com extratos de plantas de cânhamo, ao contrário de outros produtos, como chocolates, onde vários elementos precisam ser misturados. A maioria dos fabricantes minimiza o total de produtos químicos usados ​​nos produtos para reduzir os riscos de contaminação. Além disso, vários elementos, como o óleo MCT (óleo de coco) são considerados devido à sua eficácia. O óleo MCT é amplamente utilizado devido às suas características de biodisponibilidade que aceleram sua absorção na corrente sanguínea.

Após a fabricação, os produtos são testados quanto à sua pureza e potência. As empresas que oferecem os melhores produtos do mercado utilizam um laboratório certificado centralizado em suas instalações fabris. Como resultado, eles podem testar a pureza de todas as suas matérias-primas antes da fabricação. Além disso, permite que eles testem seus produtos finais pelo menos três vezes para garantir que sejam seguros para consumo. Após a avaliação, eles oferecem os relatórios de laboratório de cada produto em seu site para verificação do cliente. Por fim, as marcas que buscam atingir os mais altos níveis de transparência oferecem códigos QR em cada lote para permitir que os clientes avaliem os relatórios de laboratório de cada produto.

Conclusão

O processo de fabricação e o método de extração são uma coisa que você não pode deixar de prestar atenção, especialmente se você estiver buscando produtos de qualidade. Portanto, faça uma pesquisa de fundo sobre a marca da qual você está adquirindo seus produtos para garantir que os métodos adequados sejam usados ​​durante a produção. Preste atenção desde o nível da semente do cânhamo para garantir que práticas agrícolas sustentáveis ​​tenham sido usadas. Considere uma marca usando o método de extração de CO2 para evitar, pois é eficaz e minimiza a contaminação dos produtos e do meio ambiente. Além disso, opte por uma marca que poste sua equipe de especialistas envolvidos em sua produção e bios para afirmar aos clientes que a qualidade é bem cuidada. Por fim, certifique-se de que a marca avalie a pureza e a potência de seus produtos antes de lançá-los no mercado.

Últimas da CBD